Tel: +34 932 310 811 - surisa@surisa.es

Controlo de temperatura em hospitais: os termómetros hospitalares

Os ambientes hospitalares requerem o controlo e a monitorização da temperatura durante 24 horas cada dia do ano. Para tal, necessitamos de um instrumento adequado: o termómetro hospitalar.

Recomendamos que se mantenham os equipamentos médicos, os fármacos, as vacinas, os tecidos e o sangue à temperatura específica adequada a cada caso. Como sabe, a temperatura ideal para se evitar a multiplicação celular é de 20 a 25 ºC. Esta será a habitual nos corredores e nas zonas comuns. No entanto, noutras zonas, podem ser necessárias diferentes temperaturas, como acontece no caso das salas de operações, ou dos doentes nos seus quartos.

Principais termómetros para hospitais

Tipos de Hospitais

  • Incubadoras

    Controlo de temperatura e humidade para incubadoras

    O controle da temperatura em neonatos é essencial para o seu desenvolvimento, principalmente na primeira semana. Esse é um dos fatores críticos, além de umidade, freqüência cardíaca e peso do bebê. Bebês prematuros perdem o calor do corpo com facilidade, devido a, entre outras coisas, pele mais fina. Portanto, é necessário um monitoramento contínuo da temperatura corporal e da temperatura do ar da incubadora. Para isso, é comum a aplicação de um sensor no abdome inferior, que informa continuamente a temperatura corporal. As incubadoras também são equipadas com um sensor de ar que regula a temperatura do ambiente dentro da cabine. Dependendo da temperatura do corpo, a temperatura ambiente é ajustada, regulando a temperatura do bebê e mantendo-o estável a 36ºC.

    Medidores de temperatura para incubadoras

    A importância do controle de temperatura nos incubatórios dos filhotes, assim como em outros parâmetros, os torna totalmente equipados com sensores eletrônicos. No entanto, o uso de etiquetas de temperatura é muito útil, como um sistema redundante e ao mesmo tempo confortável para controle visual rapidamente. As etiquetas de temperatura permitem que qualquer pessoa veja a temperatura atual de maneira fácil e também garantem que os sensores estejam funcionando corretamente. Os termômetros adesivos, basta colá-los do lado de fora da incubadora e eles nos informarão a todo momento da temperatura interna. Da mesma forma, quando o bebê está mais avançado e sai da incubadora, existem termômetros de febre, que permitem grudar na pele e monitorar a temperatura confortavelmente nos primeiros meses. Esses termômetros, através de uma mudança de cor, indicam claramente a temperatura corporal.

    Outras incubadoras e controle de temperatura

    Além dos incubatórios para recém-nascidos, existem outros tipos de incubadoras, orientadas para animais ou para a reprodução de galinhas. O uso de etiquetas térmicas nessas incubadoras facilita a tarefa de controle e complementa os sensores do tipo eletrônico das mesmas. Vamos ver um exemplo em mais detalhes:

    Controle de temperatura para incubadora de frango

    A temperatura de uma incubadora de frangos deve estar a cerca de 38 ºC para se conseguirem animais de primeira qualidade. No entanto, é necessário que saiba que este valor pode variar durante todo o processo de incubação, pelo que é necessário que conte com um sensor de temperatura para incubadora em bom estado de funcionamento.

    O motivo tem exclusivamente a ver com a mortalidade dos frangos, caso se mantenham a temperatura constante e se cometam os erros seguintes:
    • Uma falta de manutenção no ventilador da incubadora
    • O aumento da quantidade de ovos a incubar
    • Não secar a água que costuma aparecer na base da incubadora
    • Problemas na abertura das comportas
    Desta forma, o controlo de temperatura para incubadora é essencial para tirar o máximo partido da sua instalação. Os termómetros adesivos garantem uma forma fácil e claramente visível de controlar a regulação da temperatura. A humidade é outro fator que se deve vigiar, devendo situar-se entre 55 e 60%, aumentando-se em cinco pontos esta última percentagem no momento da eclosão.

    A importância do sensor de temperatura para incubadora

    Este complemento é imprescindível para facilitar o seu trabalho de controlo e vigilância. Ajudá-lo-á a detetar se os valores da temperatura são demasiado altos, se há alguma alteração brusca, e qual é a temperatura da água que proporciona humidade.

    A manutenção do sensor é imprescindível para que, de relance, tenha a capacidade de corrigir o que for necessário. Não é por acaso que lhe aconselhamos que, após os primeiros 10 dias, verifique habitualmente a temperatura da casca de cada ovo, para prever qualquer tipo de problema.

    O mais adequado é ir alterando a temperatura à medida que os dias avançam, indo dos 38 aos 35 ºC de forma paulatina. Este método, cientificamente comprovado, permitirá que crie frangos que desenvolvam os seus órgãos internos de forma correta e sem irregularidades.

    Mediante os termómetros reversíveis, pode-se verificar em qualquer momento se a temperatura é a adequada. Por outro lado, termómetros irreversíveis como o de 8 níveis permitem que se certifique a temperatura máxima alcançada e que se garanta que o processo foi correto.

    Esperamos ter-lhe dado as noções mais básicas, para que lhe seja muito mais fácil conseguir incubar os seus frangos de forma correta e sem preocupações. Contando com sensores de qualidade e efetuando o controlo da temperatura da incubadora, ser-lhe-á muito mais simples.

Hospitais Mais vendidos

  • Termómetro adesivo com 12 pontos de temperatura. Este indicador mostra a temperatura atual mediante uma mudança de cor dos pontos de temperatura que tem na etiqueta.

    21,11 €
  • Termómetro reversível adesivo para frigoríficos. Este indicador contém 12 pontos de temperatura que, mediante uma mudança de cor, indicam a temperatura do frigorífico ou câmara frigorífica.

    27,00 €
  • Este produto é fornecido em saquetas de 10 termómetros. Indicador de temperatura com 8 pontos de temperatura do tipo irreversível. Trata-se de um termómetro adesivo que pode ser colado em qualquer superfície ou produto. Os pontos estão marcados com a temperatura em ºC e ºF.

    13,73 €
  • A Tempsafe é uma etiqueta autocolante que muda de cor quando a temperatura aumenta, mostrando uma mensagem para prevenir para superfícies quentes e evitar queimaduras.

    26,50 €
  • O Chillchecker é um sensor de temperatura adesivo para o controlo da cadeia de frio. Este indicador efetua uma mudança de cor permanente quando a temperatura indicada no mesmo é ultrapassada.

    186,82 €

Climatização de hospitais: principais zonas de controlo de temperatura

As zonas onde deve efetuar um maior controlo da temperatura são: a farmácia, sobretudo nos seus congeladores e refrigeradores; os equipamentos em que se transportam e armazenam tecidos e sangue; os congeladores onde se armazenam as amostras; as salas limpas, câmara de frio e laboratórios; as salas de operações e, por último, as salas de ensaios.

Autoclave do hospital, um aparelho com exigências pontuais

Nas zonas onde se efetuam os processos de esterilização com aparelhos como a autoclave do hospital e outros equipamentos médicos, tanto diagnósticos como terapêuticos, também é necessária uma temperatura específica.

Controlo de temperatura em hospital

A nossa orientação relativamente à climatização de hospitais e ao controlo de temperatura implica a instalação de termómetros visíveis. É essencial que os supervisores ou encarregados da mesma a possam visualizar e monitorizar facilmente. Para tal, utilizar-se-ão termómetros LCD reversíveis, visíveis e de manuseamento simples. Basta colá-los na zona a controlar e, com mudanças de cor, mostram facilmente a temperatura.

zonas especiais, como a sala de operações, onde a temperatura se moverá numa gama de 18 a 22 ºC. Portanto, todo o sistema de controlo de temperatura será fundamental para se facilitar um ambiente e uma atmosfera adequados. Para estes ambientes, os sistemas de circuito integrado são os mais indicados. O uso de termómetros adesivos, embora constitua uma solução económica, complementa perfeitamente e proporciona uma leitura rápida.

Na farmácia do hospital, serão necessários controlos da temperatura no refrigerador para se evitarem flutuações e diferenças de temperatura em diferentes zonas. Deste modo, conseguir-se-á que os fármacos se mantenham estáveis.

Tipos de termómetros

Dispomos de vários tipos gerais de termómetros. Explicamos-lhe quais são.

O termómetro de máxima e mínima

Tem duas colunas de mercúrio: uma delas com os máximos e outra com os mínimos. Ambas apresentam uma escala graduada incorporada onde se pode observar o nível de mercúrio e, portanto, a temperatura do momento. Este termómetro permite o controlo das variações de temperaturas máximas e mínimas que o frigorífico ou a sala alcançaram. Pode vê-las numa cor diferente.

Os termómetros adesivos

São etiquetas de temperatura que, com uma mudança de cor, indicam a temperatura da zona ou superfície em que foram coladas. São fáceis de usar e económicas.

O registador de temperatura

É automático e efetua as medições da temperatura com base em intervalos de tempo. Por este motivo, permite que se obtenham gráficos e tabelas, para se observar a evolução da temperatura.

Como conclusão, recomendamos-lhes o termómetro hospitalar como forma eficaz de medição da temperatura no meio sanitário.

Os indicadores de temperatura irreversível

São uma alternativa económica ao registador. Estes indicadores mudam de cor de forma permanente ao alcançar determinadas temperaturas. Desta forma, pode-se verificar se numa zona concreta a temperatura crítica foi ultrapassada ou não.