Tel: +34 932 310 811 - surisa@surisa.es

Laboratórios: Termómetros e controlo de temperatura

Dado que a maioria dos fármacos requer condições de temperaturas concretas e adequadas para se manterem em bom estado, os termómetros de laboratório são uma ferramenta imprescindível. Falamos de preparados sensíveis e dispendiosos cuja conservação deve ser excelente, desde o fabricante até ao recetor final.

Entre toda essa cadeia, as farmacêuticas também têm que respeitar os limites estabelecidos para conservarem os medicamentos, tendo em vista não pôr em perigo a segurança dos doentes. É importante que saiba que, tanto a composição, como os componentes ativos de um fármaco se podem modificar de forma irreversível se não se respeitar isto.

Termómetros para laboratórios: produtos mais comuns

  • Este produto é fornecido em saquetas de 10 termómetros. Indicador de temperatura com 8 pontos de temperatura do tipo irreversível. Trata-se de um termómetro adesivo que pode ser colado em qualquer superfície ou produto. Os pontos estão marcados com a temperatura em ºC e ºF.

    13,73 €
  • Indicador de temperatura adesivo LCD do tipo reversível. Ele nos permite controlar se o refrigerador está em um nível de temperatura adequado.

    38,81 €
  • A etiqueta de temperatura adesiva TDI é um indicador com três pontos de temperatura do tipo irreversível. É especialmente fabricado para o controlo da desinfeção nas máquinas de lavar louça industriais.

    248,25 €
  • Termómetro adesivo do tipo horizontal com 7 pontos de temperatura que mudam de cor, indicando desta forma a temperatura detetada. É fornecido em pacotes de 10 unidades. Está marcado em ºC e ºF.

    11,48 €
  • Indicador irreversível de tempo e temperatura por mudança de cor. Esta etiqueta adesiva alerta sobre a exposição inadequada à temperatura, alterando progressivamente a cor dos pontos de controle. Cada ponto é calibrado por um determinado período de tempo, permitindo assim o controle do tempo de exposição naquela temperatura.

    20,50 €

Instrumentos de laboratório para a medição da temperatura dos termómetros

Depois de contextualizados, explicamos-lhe que existem dois tipos de termómetros de laboratório para controlarem a temperatura de forma adequada: tanto de medicamentos, como de alguns produtos da indústria (recipientes de vidro, ampolas, seringas ou outros) que requerem um certo estado de refrigeração. Neste ambiente, procura-se manter uma temperatura estável entre 2ºC e 8ºC. Dentro dos frigoríficos especializados para tal, conseguem-se níveis adequados que, não obstante, se devem vigiar mediante indicadores e sensores, para que não variem.

Por outro lado, nas máquinas de esterilização de material de laboratório também é necessário um termómetro, para se garantir que o processo é concluído corretamente e sem falhas devido a uma temperatura inadequada. Em ambientes deste tipo, o que é importante é que se verifique se foi alcançada uma temperatura suficiente para a desinfeção. Esta costuma situar-se em cerca de 71ºC embora possa variar, dependendo do material. Desta forma, os dois termómetros existentes desempenham funções diferentes, mas têm uma característica em comum, que consiste em serem adesivos. Isto permite um uso simples e prático, detetando diretamente a temperatura real pelo facto de estarem colados ao produto.

Indicadores de tempo e temperatura: controle da cadeia de frio em vacinas e medicamentos

Essas etiquetas adesivas possuem pontos de controle que mudam de cor quando expostas a temperaturas superiores às marcadas por mais tempo do que o estabelecido. Eles são a maneira mais fácil e barata de controlar a cadeia de frio em medicamentos e vacinas termolábeis. A mudança de cor é permanente e, portanto, garante que a vacina ou medicamento não tenha sido exposto a uma temperatura inadequada por mais tempo do que pode suportar sem degradar.

Termómetros para laboratório irreversíveis: ideais para processos de esterilização de material

Estes tipos de indicadores de temperatura têm pontos que atuam como sensores, e mudam de cor à medida que se alcança ou se ultrapassa o nível calibrado. São irreversíveis porque, ao chegar a esses graus, a mudança provocada na etiqueta se mantém inalterável. Isto é uma grande garantia para que saiba se a temperatura de calibragem foi ultrapassada ou não, ao observar cada termómetro, que inclusivamente pode ser descolado e anexado a relatórios.

Estes elementos de controlo são resistentes à água, óleo e vapor. São ideais em processos como: a esterilização de material de laboratório, o controlo desassistido de processos térmicos ou o cumprimento da cadeia de frio nos frigoríficos especializados. Estão disponíveis em diferentes tamanhos e formatos, desde os de um único nível até aos de 10 níveis.

Termómetros reversíveis ou tiras de cristal líquido

Pela sua parte, os termómetros reversíveis são tiras fabricadas de cristal líquido que, pelo facto de serem flexíveis e adesivas, podem ser colocadas diretamente sobre o produto. O termómetro de laboratório reversível muda de cor à medida que a temperatura vai variando, mostrando continuamente a temperatura atual. Este tipo de indicador é muito útil para a visualização da temperatura do momento em frigoríficos especializados e áreas de armazenamento. De igual modo, também é usado para o controlo da temperatura de amostras ou preparados. Também há vários modelos, desde 7 até 16 níveis. A sua precisão é de +/-1º C.

Em resumo, deve-se realçar que este tipo de indicadores de temperatura é fundamental para o funcionamento seguro da indústria farmacêutica. Por isso, deve dispor de bons instrumentos de laboratório e de um termómetro de laboratório de excelente qualidade.